Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit?

Vivamus et ullamcorper leo. Mauris eleifend ornare mi. Etiam at orci sollicitudin orci commodo accumsan eget et ligula. Nam congue pellentesque diam, mollis vestibulum enim elementum nec. Ut ultricies ullamcorper justo a ornare. Ut quis rhoncus odio. Sed eget massa nec nisi sollicitudin bibendum vitae eget magna. Fusce vestibulum sapien et odio vestibulum viverra. Sed eu lobortis nunc.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit?

Vivamus et ullamcorper leo. Mauris eleifend ornare mi. Etiam at orci sollicitudin orci commodo accumsan eget et ligula. Nam congue pellentesque diam, mollis vestibulum enim elementum nec. Ut ultricies ullamcorper justo a ornare. Ut quis rhoncus odio. Sed eget massa nec nisi sollicitudin bibendum vitae eget magna. Fusce vestibulum sapien et odio vestibulum viverra. Sed eu lobortis nunc. Nunc fermentum at augue luctus consequat. Sed aliquet ullamcorper odio nec fermentum. Vivamus ut est at justo molestie iaculis.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit?

Vivamus et ullamcorper leo. Mauris eleifend ornare mi. Etiam at orci sollicitudin orci commodo accumsan eget et ligula. Nam congue pellentesque diam, mollis vestibulum enim elementum nec. Ut ultricies ullamcorper justo a ornare. Ut quis rhoncus odio. Sed eget massa nec nisi sollicitudin bibendum vitae eget magna. Fusce vestibulum sapien et odio vestibulum viverra. Sed eu lobortis nunc. Nunc fermentum at augue luctus consequat. Sed aliquet ullamcorper odio nec fermentum. Vivamus ut est at justo molestie iaculis.

LINFEDEMA  E LINFANGITE (ERISIPELA)

Linfedema é uma doença crônica que se manifesta pelo acúmulo de líquido intersticial (inchaço), alterações teciduais e deficiência na imunidade local ocasionados por uma insuficiência da circulação linfática. O edema (inchaço) resultante apresenta características próprias que o diferencia daqueles decorrentes de outras manifestações clínicas.

A causa pode ser hereditária (a pessoa já nasce com deficiência dos vasos linfáticos) ou adquirida por infecção (linfangites ou erisipelas repetidas) ou por trauma cirúrgico (como o esvaziamento linfático para tratamento de câncer).

Ocorre um aumento progressivo do volume do membro com linfedema por acúmulo de líquido e proteínas no tecido subcutâneo, ou seja, aquele localizado abaixo da pele, e uma alteração gradativa com importantes repercussões funcionais e estéticas, e que alteram a qualidade de vida dos portadores de linfedema.

Como consequência, a diminuição da imunidade local, secundária a uma disfunção da circulação linfática, o membro com linfedema pode desenvolver infecções bacterianas frequentes conhecidas com erisipelas (popularmente conhecida como zipra ou zipela). O processo inflamatório, ocasionado pelas infecções, piora o linfedema e agrava a fibrose tecidual o que aumenta o volume e o peso do membro e limita ainda mais suas funções.

É fundamental o diagnóstico na fase mais inicial do linfedema, pois o tratamento e a orientação adequada podem evitar a progressão do linfedema para as formas avançadas.

O tratamento deve ser realizado com medicações específicas, compressão elástica e drenagem linfática manual (com fisioterapeuta especializado) ou com botas pneumáticas (Linfapress) que melhoram os sintomas e principalmente evitam a progressão da doença, chamada Terapia Complexa Descongestiva.

Copyright © 2016 - Instituto F. Branco. Todos os direitos reservados.